Respiração nas plantas


Para a manutenção da vida, um constante fornecimento de energia é requerida. Uma diferença fundamental entre plantas e animais é a forma como é obtida a energia para a manutenção da vida. Os animais obtêm, dos alimentos os compostos orgânicos, enquanto que a energia química é obtida através da respiração. Plantas verdes absorvem energia em forma de luz a partir do sol, convertendo-a em energia química no processo chamado Fotossíntese.

Assim dizemos que as plantas, de maneira geral, são autotróficas, ou seja se auto-alimentam, enquanto que os animais são heterotróficos.

A Fotossíntese está muito ligada a Respiração, ou seja pode-se dizer que a fotossíntese e a respiração são espelho uma da outra, e, de maneira geral, há um balanço entre estes dois processos na biosfera (= soma de organismos na Terra). Tanto a fotossíntese quanto a respiração geram energia química utilizável (na forma de ATP), cuja síntese é mediada por um gradiente de hidrogênio transmembrana.
A respiração aeróbica envolve a oxidação de moléculas orgânicas em CO2 com redução do O2 em H2O e dissipação de energia em forma de calor.
A fotossíntese envolve dois processos ligados:
- a oxidação de H2O em O2 mediada pela luz e produção de ATP – fase Foto
- a redução do CO2 em moléculas orgânicas, onde o ATP é utilizado – fase Síntese

SE A FOTOSSÍNTESE PRODUZ ATP, POR QUÊ AS PLANTAS PRECISAM RESPIRAR?

A razão é que o ATP proveniente da fotossíntese é produzido apenas em células verdes (fotossintetizantes) e apenas na presença da luz. Durante as horas de escuridão e em células não fotossintetizantes (como células de raiz), a energia é suprida pela respiração, usando como substrato os compostos de carbono produzidos pelas células verdes na parte síntese da fotossíntese.
Outra razão porque as plantas respiram é que durante o processo respiratório (principalmente na glicólise e ciclo de Krebs) são produzidos muitos precursores essenciais para a biossíntese de outros compostos importantes, como aminoácidos e hormônios vegetais.
O balanço entre fotossíntese e respiração geralmente não deve ocorrer em plantas em crescimento, devendo haver mais fotossíntese que respiração (R). Do contrário, não seria possível o crescimento. Assim, o ganho de ATP gerado pela fotossíntese deve ser maior que a perda de ATP.

As plantas só conseguem sobreviver quando recebem luz acima do seu ponto de compensação luminosa. Neste caso, a produção de alimento, por fotossíntese, é maior que o consumo de alimento, por respiração.

As plantas são divididas em dois grupos, em relação ao ponto de compensação:
• Plantas de sol (Heliófilas) - Ponto de Compensação elevado.
• Plantas de sombra (Umbrófilas) - Ponto de Compensação baixo.

Respiração é o processo de quebra gradual da molécula de glicose para liberação da energia que nela se encontra armazenada. Ocorre na mitocôndria, em três etapas (se for respiração aeróbica, na presença de oxigênio): glicólise, ciclo de Krebs e cadeia respiratória (ou fosforilação oxidativa). Se não houver oxigênio disponível, ocorrerá respiração anaeróbica, cujo exemplo mais importante é a fermentação. A fermentação pode ser alcoólica (produzindo álcool etílico e gás carbônico, útil na produção de combustíveis, cerveja, vinho, pães etc.), lática (ocorrendo em nossos músculos quando lhes falta oxigênio, havendo produção de ácido lático, causando a fadiga muscular) ou acética (produzindo ácido acético e gás carbônico). Obs: a glicólise ocorre no hialoplasma.

60 comentários:

Bu. disse...

Adorei sua explicação, obrigada. Simples e objetiva. :D

Ana Maria disse...

Sempre as ordens! Obrigada! Abraços.

Anônimo disse...

Você se garante!! Nosso país precisa de professores como você!

Adorei ja salvei vc nos favoritos *-*

BJINHOS

Ana Maria disse...

Oi Anônimo (desculpe chamar assim mas você não disse seu nome
Muito obrigada pelo elogio.
Abraços.

Anônimo disse...

Prezada Professora,
Parabéns pela sua explicação, gostei muito, você poderia me ajudar?
Qual o diferencial (diferença em peso), entre a quantidade de CO2 e o O2 absorvida pela planta na fotosintese e na respiração da planta.
Ex. Tenho uma planta qualquer, ela absorve CO2 na fotossintese, durante o dia, e a noite obsorve O2na respiração, qual a diferença em peso entre absorção de CO2 e de O2?
Você pode me ajudar?
Meu e-mail é: silvio.bezerra@hotmail.com
Muito obrigado, realmente concordo com os comentários acima, deveríamos ter mais professores como você.

Ana Maria disse...

Oi
Primeiro vamos esclarecer um ponto: as plantas não absorvem O2 na respiração somente a noite! Como todos os seres vivos aeróbios, as plantas utilizam o O2 para liberar a energia essencial para continuar vivendo. Fala aí, você respira só de noite? É claro que não, você respira o tempo todo, senão morre! Com as plantas é a mesma coisa.
A fotossíntese precisa de luz para acontecer, então ela é maior durante o dia, as plantas absorvem mais CO2 durante o dia. Mas continuam respirando, o tempo todo, apenas nota-se mais a fotossíntese, e daí começaram a dizer que as plantas fazem fotossíntese de dia e respiram de noite, o que está errado!
Quanto a uma diferença em peso, podemos estimar que: se a planta respira as 24 horas do dia e realiza a fotossíntese em apenas 12 horas (nem isso, heim!) de luz solar, a absorção de CO2 seria 50% menor do que a absorção de O2. Mas é só uma estimativa! Só para que você entenda a relação entre os dois processos.
Abraços.

Anônimo disse...

Prezada Professora Ana Maria,
Muitíssimo obrigado pelo seu esclarecimento.

Vale dizer que a teoria que pregam por ai, como por exemplo; os naturalistas, dizendo que se plantarmos 1 árvore por ano por habitante, equacionaríamos o problema do acúmulo de CO2 na atmosfera num período de "n" anos.
Desculpe minha ignorancia, mas gostaria de enteder isso, se este balanço O2 e CO2, feito pelas plantas minimiza ou não o CO2 que as industrias emitem pelas suas chaminés. Adianta plantar?
Obrigado
Silvio Bezerra
silvio@bezerra@hotmail.com

Ana Maria disse...

Olá Sílvio

Este é um tema complexo, e vou tentar explicar. Primeiro: os grandes produtores de O2 não são os vegetais superiores e sim as algas marinhas. Nem por isso vamos sair por aí derrubando as florestas! Elas tem outras funções importantes...
Quanto ao CO2, ele sempre existiu na atmosfera, e é um dos gases do efeito estufa. O Efeito Estufa também sempre existiu, e é graças a ele que é possível existir vida no planeta Terra.

Agora baguncei? Calma aí, que eu explico!

Para que a vida surgisse e evoluísse no nosso planeta, uma série de condições climáticas foram necessárias bem antes, modificando o planeta. São várias as condições: clima, temperatura, umidade, luz, proteção contra radiações, pressão, etc.
E isto ocorreu ao longo de milhões de anos, com o resfriamento gradual do planeta, o surgimento da água, o surgimento dos primeiros seres vivos heterotróficos, o surgimento dos primeiros seres vivos autotróficos, a formação da atmosfera, etc.
Somente cerca de 20% da nossa atmosfera é de Oxigênio, e o gás carbônico é de apenas 0,03%.

O excesso de gás carbônico na atmosfera, que vem acontecendo devido `a interferência humana, está causando um AUMENTO muito grande e muito rápido no Efeito Estufa. Ou seja, a temperatura não está mais gostosinha para manter os seres vivos confortáveis, está começando a ficar quente demais (Aquecimento Global), e se continuar nesse ritmo, a manutenção da vida estará ameaçada.

O CO2 atmosférico é capturado pelos vegetais fotossintetizantes, então quantos mais deles melhor! Vale plantar sim! Mas, a maior parte do CO2 atmosférico é capturado, e mantido preso, pelas frias águas salgadas dos oceanos. Só que, se o planeta continuar aquecendo, as águas vão se aquecer também, não vão mais capturar o CO2, e se aquecer demais, todo o IMENSO estoque de CO2, que está preso nas camadas inferiores dos oceanos, será liberado, aí meu amigo, nós dançamos...

As florestas são produtoras de O2 e também são captoras de CO2, mas além disso são responsáveis pela manutenção das condições climáticas do planeta: os regimes de chuva e de seca, os ventos, as correntes climáticas, a fertilidade dos solos, o abrigo para outros seres, a temperatura ...

Ou seja: Plante sim! Plante muito!
Espero não ter sido muito confusa na minha explicação, qualquer coisa, grite!

Abraços

Maycon Tavares disse...

Olá, Professora Ana Maria.
Eu adorei sua explicação, acrescentou muito em meu conhecimento mas eu preciso tirar algumas dúvidas, se possível.
A primeira delas é a seguinte: Pode haver respiração sem fotossíntese? Como DE FATO essas duas estão relacionadas? A glicose produzida pela fotossíntese é usada na respiração, mas existe algum produto da respiração que é usado na fotossíntese?

Espero que você possa me ajudar, sou aluno de um cursinho pré-vestibular e estou tentando MUITO passar no meio do ano. Adorei o blog, favoritei e sempre vou visitar!

Professora, se possível me envie a resposta para meu e-mail: mayconkbtavares@hotmail.com

Obrigado,

Maycon Tavares.

Ana Maria disse...

Oi Maycon

Sim, pode haver respiração sem fotossíntese, para que ocorra a respiração basta que exista oxigênio.
É claro que se TODA a fotossíntese do planeta acabar, o oxigênio vai acabar também, e sem oxigênio NINGUÉM mais respira (não respiração aeróbia, ok).

A fotossíntese e a respiração estão relacionadas porque cada uma delas produz uma coisa necessária para que a outra aconteça.
Para a fotossíntese ocorrer depende da presença de gás carbônico, e o CO2 é produzido pela respiração.
Para que a respiração aconteça depende da existência de oxigênio, e o O2 é produzido pela fotossíntese.

Então, o GÁS CARBÔNICO produzido na respiração é utilizado na fotossíntese.

Estude muito, você vai passar no vestibular sim!
Abraços

Ofélia Caravela Iácio disse...

Olá! professora Ana Maria;
Espero que esteja tudo bem contigo Adorei as sua explicações que aumentou mais os meus conhecimento para a fisiologia vegetal,
Muito obrigada, Ofélia
Mocuba – Zambézia – Moçambique

Ana Maria disse...

Olá Ofélia

Muito obrigada pelos elogios. Sempre que precisar pode perguntar, que eu terei o maior prazer em ajudá-la.

Abraços

Izabele disse...

Isso é que é professora!!!
me ajudou muito em um relatório que tenho q fazer para a minha faculdade...muito obrigada por sua carga de informações (claras e precisas) Ana Maria.
bju.

Ana Maria disse...

Oi Izabele!

Muito obrigada pelos elogios. Ganhei meu dia :-))!
Precisando é só pedir.
Abraços

Anônimo disse...

Olá,professora.
Gostaria de enter melhor o seu texto e tenho uma pergunta:
O que,exatamente é ATP?

Anônimo disse...

olá, professora!
desculpe a pergunta (porque para vc e para outros que veem este comentário deve ser algo fácil de responder)oque é ATP?

Ligia disse...

Obrigado!

Ana Maria disse...

Olá Anônimos

ATP é a sigla de Adenosina Tri Fosfato ou Trifosfato de adenosina.

ATP é um nucleotídeo responsável pelo armazenamento de energia em suas ligações químicas.

É constituída por adenosina, um nucleosídeo, associado a três radicais fosfato conectados em cadeia. A energia é armazenada nas ligações entre os fosfatos.

O ATP armazena energia proveniente da respiração celular e da fotossíntese, para consumo posterior.

A molécula atua como uma moeda celular, ou seja, é uma forma conveniente de transportar energia.

Esta energia pode ser utilizada em diversos processos biológicos, tais como o transporte ativo de moléculas, síntese e secreção de substâncias, locomoção e divisão celular, entre outros.

Para estocagem a longo prazo, a energia pode ser transferida para carboidratos e lipídios.

Resumindo ATP é energia!

Abraços

Ana Maria

Ana Maria disse...

Ligia

De nada! Sempre `as ordens!

Abraços

Ana Maria

ANA PATRICIA disse...

Olá, Professora!!
Sou professora de ciências e biologia assim como você.
Adorei o seu blog. Visitarei sempre para trocarmos umas figurinhas.
Abs
Ana Patricia

Ana Maria disse...

Oi Ana Patricia

Muito obrigada pela visita e disponha sempre!

Abraços

Anônimo disse...

gostei muito da explicaçao!!
vc poderia me tirar uma duvida?
minha prof. de ciencias deu o seguinte enunciado:
As plantas precisam de energia para crescer e continuar vivas,mas,ao contrário dos animais , elas sao capazes de produzir seu próprio alimento. Elas utilizam parte desse alimento para vivwer e crescer e a outra parte fica armazenada na raiz, caule e sementes, sob a forma de amido. Depois de fazer a fotossíntese e fabricar glicose, a planta realiza a respiração durante a qual:

a)Absorve o oxigênio do ar e elimina gás carbônico.

b)Absorve o gás carbônico do ar e elimina o oxigênio.

c)Absorve a água e os sais minerais através dos estômatos.

d)Absorve o oxigenio do ar elimina a glicose.


Gostaria de saber na sua opiniao qual alternativa está correta.

Obrigada

Anônimo disse...

Ola professora, adorei todas as informações sou professora do Ens Fundamental e na hora da interação em sala surgem muitas dúvidas. Gostaria que esclarecesse um pouco mais sobre o processo de respiração é o inverso da fotossintese? Porque na fotossintese a planta libera oxigênio e absorve gás carbonico e na respiração como ocorre?

kamila disse...

Nossa.. você é uma ótima bióloga! Que você tenha um belo futuro! Eu fiz uma pesquisa e me recomendaram você! parabéns!

Ana Maria disse...

Olá Professora Anônima!

Na verdade fotossíntese e respiração são complementares. Não gosto de usar o termo "inverso" pois não é correto.

O oxigênio produzido ao final da fotossíntese é produto essencial para que ocorra a respiração.

O gás carbônico produzido ao final da respiração é produto essencial para que ocorra a fotossíntese.

Em condições naturais, em equilíbrio, uma reação complementa e é dependente da outra.

Abraços

Ana Maria

Ana Maria disse...

Oi Kamila

Muito obrigada pelo elogio.

Abraços

Ana Maria

Ana Maria disse...

Oi Anônimo

Essa é fácil! Pensa um pouquinho comigo....concentre-se apenas na pergunta real, o resto do enunciado está ai para te confundir....

Qual é mesmo a pergunta real?

"Depois de fazer a fotossíntese e fabricar glicose, a planta realiza a respiração durante a qual....?"

O que acontece durante a respiração? O que é a respiração? Como ocorre a respiração?

Resposta correta:

a)Absorve o oxigênio do ar e elimina gás carbônico.

Certo? Na respiração, a planta absorve o oxigênio e elimina gás carbônico, como você mesmo faz quando respira!

Abraços

Ana Maria

Anônimo disse...

Queria saber sobre o desprendimento de CO2 nas plantas durante o dia e durante a noite,poderia me explicar?

Ana Maria disse...

Oi Anônimo
Não sei se entendi direito a sua dúvida mas lá vai: o CO2 é desprendido como resultado da respiração das plantas, e as plantas, como qualquer outro ser vivo aeróbio, respira tanto de dia como de noite. Então, a quantidade de CO2 produzida pelas plantas de dia será a mesma que a da noite.

Abraços

Ana Maria

Anônimo disse...

Olá, poderia por gentileza me responder a seguinte pergunta?

Com relação ao ponto de compensação luminoso,é possível observarmos diferenças nos resultados entre folhas de uma mesma espécie vegetal, com a mesma idade, crescidas
respectivamente, sob sombra e sob luz direta?

Marcos Eli

Ana Maria disse...

Olá Marcos

O ponto de compensação luminoso é específico para cada planta, por isso elas podem ser são divididas em dois grupos:
• Plantas de sol (Heliófilas) - Ponto de Compensação elevado.
• Plantas de sombra (Umbrófilas) - Ponto de Compensação baixo.

Vamos usar o girassol,como exemplo de uma planta heliófila. Imagine então dois girassóis, de mesma idade, um criado na sombra e outro criado na luz solar.

O ponto de compensação destas duas plantas continuará sendo alto, sendo assim a que cresceu na luz solar terá um ótimo desenvolvimento, ao passo que aquela que ficou na sombra terá seu desenvolvimento prejudicado, podendo inclusive nem se desenvolver!

O ponto de compensação luminoso de uma planta não se altera, não é influenciado pelo meio ambiente.

As plantas só conseguem sobreviver quando recebem luz acima do seu ponto de compensação luminosa. Neste caso, a produção de alimento, por fotossíntese, é maior que o consumo de alimento, por respiração.

Será que eu esclareci? Caso ainda tenha dúvidas pergunte novamente.

Abraços

Ana Maria

Anônimo disse...

Valeu Ana Maria,obrigado pela sua atenção e disponibilidade.

Abraços

Marcos.

Ana Maria disse...

Estou sempre `as ordens!

Abraços

Idéias de Gabriel Doria disse...

Muito bom sua dissertação Ana Maria. Parebéns!

Ana Maria disse...

Oi Gabriel

Muito obrigada pelo elogio.

Abraços

Ana Maria

Anônimo disse...

Blog muito bom! O melhor que já ví... parabéns pró! :)

Ana Maria disse...

Olá Anônimo

Obrigada pelos elogios.

Beijos.

Anônimo disse...

Professora Ana Maria, mais uma vez gostaria de poder ter a sua ajuda sobre uma pergunta que é a seguinte.:O bonsai é uma miniatura de uma árvore da natureza obtido primariamente a partir da poda controlada do material vegetal. Quais as duas classes de hormônios vegetais cuja concentração é afetada quando da produção do bonsai? Por quê?
Desde já agradeço a sua atenção e disponibilidade.
Grande Abraço.

Anônimo disse...

Professora Ana Maria, sou aluno do Curso de Ciências Biológicas no sistema EAD pela UFMG-Universidade Federal de Minas Gerais-MG,moro nos vales do Mucuri e Jequitinhonha na Cidade de Teófilo Otoni-Mg, atualmente estou cursando o 4ºPeríodo e estou amando o curso. Gostaria , que se fosse possível me ajudar a responder uma pergunta sobre a disciplina de Fisiologia Vegetal que é a seguinte: Qual o papel do fitocromo no controle da germinação de sementes fotoblásticas positivas?
Desde já agradeço a sua atenção. Um grande Abraço.

Marcos Eli

Ana Maria disse...

Olá Marcos

O fitocromo é um pigmento protéico de cor azul. Este pigmento é responsável pela percepção luminosa nos vegetais.

Fotoblastismo é o nome dado ao processo de germinação de sementes sob a interferência da luz.

Os vegetais que só germinam na presença de luz são denominados fotoblásticas positivas. Já os vegetais que só germinam na ausência de luz são denominados fotoblásticas negativas.

O fitocromo tem participação ativa no processo de fotoblastismo, pois permite que as sementes percebam a presença da luz e germinem ou não.

Espero ter ajudado.

Ana Maria disse...

Oi Anônimo

Eu tentei várias vezes criar um bonsai, mas nunca consegui. Admiro muito esta arte milenar.

Sobre sua pergunta, para se fazer um bonsai a pessoa controla a germinação superior podando as gemas apicais e laterais, e também a raiz pivotante dando preferência para as raízes ramificadas.

Sei que os criadores de bonsai utilizam hormônios de enraizamento, no início do cultivo.

Infelizmente foi só isso que eu encontrei sobre bonsais.

Perdoe-me, pela resposta insatisfatória.

Abraços

Ana Maria

Larissa disse...

Olá professora meu nome é Larissa moro no jaçana-sp,estudo no cologio fabio fanucchi,eu gostaria de fazer uma perguntar pra senhora.
Quais são os pigmentos das folhas das plantas?

Ana Maria disse...

Oi Larissa
Este assunto é tão amplo que fiz um post sobre ele. Procure no blog o post chamado "Pigmento das Plantas".

Abraços

Anônimo disse...

Oi quero tirar duas duvidas do 4 ano pra minha mana;1-o que acontece durante a respiraçao das plantas.E a 2-Oque acontece durante a transpiraçao das plantas.ME AJUDA POR FAVOR, ME RESPONDA JA.

Ana Maria disse...

Oi Anônimo

Quais são exatamente as suas dúvidas? Estes dois assuntos são muito amplos, explique melhor o que você não entendeu para eu poder te ajuda. Você já leu os posts que tem no blog sobre isso?

Abraços

Isabela disse...

gostei mto :) obrigada eu gosto mto de ciencias e biologia :)

Ana Maria disse...

Oi Isabela

Eu é que agradeço!

Beijos!

gabrielvalente disse...

Parabéns pela iniciativa de compartilhar seu conhecimento de forma criterioza e gratuita! Continue sempre assim!

Existe uma beleza sublime nos processos biológicos que regem a complexidade da vida!

O material foi muito útil para mim, muito obrigado !

Ana Maria disse...

Oi Gabriel

Muito obrigada pelo elogio. Suas palavras são muito poéticas!

Abraços

Ana Maria

João Almeida disse...

Parabéns Ana, continue assim, você me ajudou muito com sua explicação
Obg e Abc

Ana Maria disse...

Olá João Almeida

Obrigada pelo apoio. Precisando disponha!

Abraços

Anônimo disse...

Olá, Gostaria de saber por que concentrações elevadas de co2 promovem diminuição da respiração vegetal e podem até mesmo inibi-la?

Ana Maria disse...

Oi Anônimo

Níveis elevados de CO2 alteram o pH, inibem as
enzimas do ciclo de Krebs, e portanto, a respiração aeróbica, induzindo a respiração anaeróbica.

Abraços

Anônimo disse...

Olá, tenho um trabalho para apresentar sobre respiração das plantas, ja aconteceu uma sequência de apresentações; o ultimo foi Fotossíntese, estou perdida não sei por onde começar, pode me ajudar?

Anônimo disse...

Pf: Como podemos tira aclorofila de qualque folha verde .

Ana Maria disse...

Oi Anônimo

Para retirar a clorofila basta macerar a folha em um recipiente e cobrir com álcool. Espere uns 15 minutos e a clorofila passará para o álcool deixando-o verde.

Abraços

Anônimo disse...

tenho um trabalho de ciências que recebi hoje que pergunta explique a importância dos vegetais para nossa respiração estamos estudando o corpo humano estamos em sistema respiratório e já estudamos sistema circulatório.
acho que pode me ajudar por favor me responda hoje sem falta.

Anônimo disse...

Olá Professora, tudo bem? Gostaria que me explicasse resumidamente o processo de respiração das plantas. Ficarei grata.

Liane Almeida disse...

Querida professoa queria saber qual e a função da respiração por favor
obg
desculpe pelo imcomodo.

Ana Maria disse...

Oi Liane

A respiração é uma das formas utilizadas para retirar a energia (ATP) dos alimentos. E a energia (ATP) é essencial para a vida.

Abraços

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...